Efusiva é um selo fonográfico feminista do Rio de Janeiro. Contato: efusiva.diy@gmail.com

A Nova Vênus // Anna Triz

A Nova Vênus é o primeiro EP da artista Anna Triz, cantora e compositora carioca da nova MPB, que tem como influências Amy Winehouse, Rita Lee e Lana del Rey. O disco, que compreende cinco faixas produzidas por Diogo Knust, é um lançamento parceria entre os selos Efusiva e Valente Records em junho de 2018.

 

O primeiro EP de Anna Triz cria um paralelo entre ser mulher nos dias de hoje e as representações da deusa Vênus. A estreia da cantora e compositora neste trabalho vibrante é expressa pela voz potente e delicada e pelo caráter biográfico das letras, que tratam tanto de situações de apego apaixonado e muitas vezes rejeitado, quanto de abusos e críticas aos padrões estéticos impostos ao corpo feminino na sociedade.

Em "A Nova Vênus", música que abre e dá nome ao disco, podemos provar um grito de inquietude de um corpo que se força a fazer parte de uma “sociedade podre”. Com voz e instrumentação intensa, a faixa inaugura a visita ao mundo de Anna Triz por um caminho que alfineta a normatividade dos corpos perfeitos.

 

As linhas de piano, baixo e guitarra acompanham harmonicamente a voz delicada e imponente de Ana em "Mulher", que sublinha a anulação vivida em relações de poder onde o amor agride.

 

"Castanho" trata do desagrado quanto a dúvida em uma entrega passional, mesmo soando aos ouvidos com uma sonoridade leve e agradável.

 

"Muralha da China", faixa intimista e envolvente, externa as sólidas barreiras construídas em situações de autocuidado: “Não era pecado algum me proteger”. O trecho soa como um desabafo honesto e já salienta o espírito da conclusão do EP em "Fetiche", um crescendo envolvente em que o refrão extasiado leva ao clímax do disco, em uma firme reação a prática de anular-se.

Ficha técnica - A Nova Vênus:

Todas as faixas gravadas, mixadas e masterizadas por Diogo Knust entre 2017 e 2018.

Todas as composições por Anna Triz.

 

Lançamento: Efusiva e Valente Records