"Refluxo", conheça o novo EP da In Venus

A In Venus, banda paulista de post punk formada por Cintia Ferreira (voz e synth), Rodrigo Lima (guitarra), Camila Ribeiro (bateria) e Patricia Saltara (baixo), lançou no dia 21 de maio de 2018 o EP Refluxo.

Composto por duas faixas e gravado no T-RECS, estúdio do selo Hérnia de Discos em São Paulo, o EP foi produzido por Desirée Marantes e Leandro Anami.

Em resposta à depreciação misógina da menstruação, fundamentada pela sociedade que categoriza o fluxo como algo sujo e oprime através da ocultação e higienização do corpo feminino, “Sangue” é um convite à percepção do corpo como algo natural, ancestral e que gera vida. Como uma invocação à retomada do sangue menstrual como algo revolucionário, que pode muitas vezes trazer dor, mas também expressa a natureza e grandeza do ser mulher, “Sangue” é arranjada com um instrumental que floresce no decorrer da faixa. Marcada principalmente pela bateria contagiante e pela magnética linha executada no sintetizador, a faixa deságua num refrão dinâmico que proclama objetivamente a essência da canção: “Meu sangue é ódio, é guerra. É subversão.”

A empatia ancestral feminista dilata ainda mais em "Eu Era Ela", onde a banda conjura a poesia de Bia Vivanco em uma paisagem sonora nublada e dançante, típica de uma pistinha post-punk. Um reconhecimento de dores entre oprimidos potencializa a resistência como uma energia que conecta pessoas em inúmeras sobrevivências. O verso "Eu era ela e ela era uma parte de mim" soa como uma afirmação regozijante que transborda e recorda o apoio mútuo de quem se delineia de forma distinta a outrem mas sabe "do que é feito seu interior".


REFLUXO | IN VENUS

Composição: In Venus / letra de Eu Era Ela por Bia Vivanco Voz e Synth: Cintia Ferreira Guitarra: Rodrigo Lima Bateria: Camila Ribeiro Baixo: Patricia Saltara Produção: Desirée Marantes Captação, mixagem e masterização: Leandro Anami e Desirée Marantes


"Formada em São Paulo em 2015, a banda de no-wave/post-punk feminista In Venus tem crescido dentro da atual cena paulistana devido a uma sonoridade elaborada, que valoriza a construção de arranjos por meio de camadas sonoras diversas e letras de cunhos feministas e anticapitalistas."


Ouça: https://invenus.bandcamp.com/

Curta: https://www.facebook.com/invenusband/

Siga: https://www.instagram.com/in.venus/

Compartilhe: https://www.invenus.com.br/

Efusiva é um selo fonográfico feminista do Rio de Janeiro. Contato: efusiva.diy@gmail.com